Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

"Dana White de saias" banca evento de MMA feminino após ouvir que lugar de mulher é no fogão

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]


"Dana White de saias" banca evento de MMA feminino após ouvir que lugar de mulher é no fogão

A vida das mulheres é dura no mundo dos esportes de combate. Os homens tomam as atenções e as corajosas que querem seu lugar ao sol em modalidades como boxe sofrem com o preconceito. Não é diferente com o MMA, que explodiu com a febre do UFC e coloca ao público feminino o mesmo tipo de dificuldade. Contra esse atraso, as norte-americanas Shannon Knapp e Janet Martin criaram o Invicta FC, torneio exclusivo para garotas que tem neste sábado sua terceira edição.

Como era de se esperar, a trilha é dura e vai da desconfiança quanto à organização do evento aos preconceitos e estigmas mais comuns. Shannon conta que teve de ouvir diversas vezes aquela frase nada agradável: “lugar de mulher é no fogão”. Ainda assim, a expectativa é de crescimento e consolidação do Invicta, em busca do objetivo simples de dar oportunidades para o MMA feminino crescer - e sempre com a ajuda brasileira, já que o país é um dos alicerces de organizações desde o vale-tudo até as atuais artes marciais mistas.

Shannon foi quem teve a ideia de criar o Invicta em 2012, mas sua ligação com as lutas é mais antiga. “Enquanto as meninas brincavam de boneca, eu queria ser uma ninja”, conta ela, que já treinou jiu-jítsu e deu aulas de defesa pessoal, mas nunca subiu no ringue. A norte-americana trabalhou como jornalista e comentarista, já no meio do MMA, mas percebeu que tinha mais talento para operar nos bastidores. Assim, transformou-se em matchmaker do Strikeforce, o profissional que casa as lutas de um evento.

O projeto começou a ser montado em 2011 e teve a compra do Strikeforce pelo UFC como motivador, pelo medo de que a companhia presidida por Dana White extinguisse as disputas femininas de seu novo produto.

“As meninas estavam com receio de ficar sem emprego, então comecei a pesquisar e a ver o que estava acontecendo no MMA feminino. Vi que faltava quem organizasse essas meninas e as colocasse em um evento só delas. Eu e minha colega Janet levantamos tudo que foi necessário e fundamos a companhia, até hoje comandada apenas por nós”, conta a presidente, que fará a terceira edição em Kansas City, com 28 competidoras em ação, incluindo a brasileira Vanessa Porto.

“Eu enfrento preconceito todo dia. O que machuca mais é o estigma, aquele estereótipo de que mulheres pertencem à cozinha. Antes do primeiro Invicta FC, as pessoas riam da gente”, detalha Shannon. “Mas faltava alguém que realmente colocasse em prática um evento só para mulheres. Este nicho está aí há anos, mas ninguém se comprometeu. Eu sabia os recursos que tínhamos e que teríamos de vencer as críticas.”

A amizade com Dana White
Shannon está acostumada a ouvir comparações com Dana White, presidente do UFC. Mas o estilo da dirigente é mais calmo e, apesar do evento inovador, as aspirações são mais modestas - o Invicta existe, segundo ela defende, apenas para promover o esporte, e não para atingir lucros milionários.

Dana e a presidente do Invicta são amigos, mesmo com a opinião do chefão do UFC de que o MMA feminino não tem o mesmo potencial do masculino.

“Eu considero o Dana White um amigo, ele tem sido bom comigo. A opinião dele mudou muito nos últimos seis meses, mas eu concordo em um ponto, quando ele fala que hoje nós temos grandes lutadoras, mas nossas categorias de peso não tem consistência. Considero que é devido à falta de oportunidades, ainda não temos nomes como Anderson, GSP ou Jon Jones, mas há material para se chegar lá”, opina ela.

Shannon também comentou a importância do Brasil para o MMA feminino. De acordo com a dirigente, tanto no quesito atletas quanto no público o país tem um papel fundamental no crescimento. No Brasil, inclusive, já existe o Pink Fight, evento ligado ao Jungle Fight e só voltado a mulheres.

Transmissão
O Invicta FC é transmitido via internet, em streaming grátis no site da organização (www.invictafc.com). O evento deste sábado está marcado para às 19h (de Brasília) e terá no combate principal Jessica Penne (EUA) x Naho Sugiyama (JAP), na categoria átomo (até 47,6 kg).

FONTE


_________________
GSP, mesmo não sendo mais campeão, vai derrotar qualquer um que aparecer. Ele perderá quando enfrentar Matt Brown porque perdeu pra Hughes e Serra.

Carlos Condit rumo à cinta da WW! Lawler VS Condit II pra ontem!

Status atual: torcendo pra criarem a categoria cruzador (até 106kg ou 235lbs) no UFC porque é muita diferença de peso entre LHW e HW, pro UFC abrir mais categorias femininas e pro UFC voltar a ter concorrentes de peso tipo o WEC, o PRIDE e o Strikeforce. Ray Sefo e Scott Coker, tamo junto! Reebok, pro inferno!

Khabib Nurmagomedov será o primeiro campeão russo do UFC. Isso é, se o UFC for justo e ele deixar de ser de vidro.

TUF de FLYs, aí sim!

MMA é o esporte mais previsível onde imprevistos acontecem, porque não importa se a luta é entre Matt Hamill e Ryan Bader ou entre Rashad Evans e King Mo, ou então entre Fedor Emelianenko e Joe Kavey ou entre Jon Jones e Craig Allen: fechou o cage, qualquer um dos dois pode ganhar.
Ver perfil do usuário
Adendos da matéria

Rostos bonitos ajudam no crescimento do esporte, admite Shannon

O crescimento do MMA vem acompanhado de belos rostos. É o caso de Gina Carano, hoje também atriz, e Ronda Rousey, campeã do Strikeforce. Para a dona do Invicta FC, isso não é um problema e, se não influir na qualidade de uma lutadora, é até algo que ajuda na promoção do esporte. “Não acho que a beleza das lutadoras seja ruim para o esporte.

No caso de lutadoras como Ronda: se ela consegue ser boa no esporte, para mim não há nenhum problema com isso. Se é um rosto bonito, mas a lutadora não tem talento, aí não faz sentido”, pontua Shannon. “Se você é bonita, luta bem e traz atenção ao esporte, ótimo. Dou oportunidade às mulheres porque sei que elas podem ter tudo o que os homens têm. Já vi a paixão que elas têm, só faltava oportunidade.”

Dirigente fala sobre estrelas do MMA feminino

Gina Carano: “Ela foi fundamental para o esporte. Ela é aquela mulher linda, educada e é uma grande lutadora. Foi ela quem pela primeira vez trouxe aquele pacote completo. Claro que ela chamou a atenção por ser bela, mas houve muito mais por trás disso”.


Ronda Rousey: “Ame-a ou odeie-a. Ela diz algumas coisas que as garotas não gostam, mas por outro lado ela elevou o patamar de exposição do esporte. Eu brinco que ela deveria estar na minha folha de pagamento, porque cada vez que ela fala, isso traz atenção.”


Kyra Gracie: “Eu conheço Kyra. Mas nunca cheguei a falar com ela sobre o Invicta. Kyra é extremamente talentosa. Não sei quando vai estrear no MMA, mas tenho certeza de que ela vai longe. Ter uma Gracie no esporte seria muito bom”.


Cristiane "Cyborg" Santos: “Muitas pessoas falam do dano ao esporte com seu doping. Mas não vejo tanto dano quando acontece com os homens. Eu gosto de Cris e não acho que isso fez tantos estragos quanto se falou. Acho que ela vai se sair bem disso tudo.”


_________________
GSP, mesmo não sendo mais campeão, vai derrotar qualquer um que aparecer. Ele perderá quando enfrentar Matt Brown porque perdeu pra Hughes e Serra.

Carlos Condit rumo à cinta da WW! Lawler VS Condit II pra ontem!

Status atual: torcendo pra criarem a categoria cruzador (até 106kg ou 235lbs) no UFC porque é muita diferença de peso entre LHW e HW, pro UFC abrir mais categorias femininas e pro UFC voltar a ter concorrentes de peso tipo o WEC, o PRIDE e o Strikeforce. Ray Sefo e Scott Coker, tamo junto! Reebok, pro inferno!

Khabib Nurmagomedov será o primeiro campeão russo do UFC. Isso é, se o UFC for justo e ele deixar de ser de vidro.

TUF de FLYs, aí sim!

MMA é o esporte mais previsível onde imprevistos acontecem, porque não importa se a luta é entre Matt Hamill e Ryan Bader ou entre Rashad Evans e King Mo, ou então entre Fedor Emelianenko e Joe Kavey ou entre Jon Jones e Craig Allen: fechou o cage, qualquer um dos dois pode ganhar.
Ver perfil do usuário
Cyborg, Gadelha e Índia... Têm vaga em qualquer evento de MMA.
Eu nunca havia ouvido falar do Pink Fight, eu gostaria de assistir um evento de MMA feminino, desde que as atletas tivessem, no mínimo, um nível razoável de técnica.


_________________
NAJAM TEAM baterá pra sempre em meu coração, obrigado mestre Marcos Briza.
#brigadeirobrazilianjiujitsu
Ver perfil do usuário
Eu já acho que o que atrai pouco o público do MMA feminino é o nível de beleza delas.

Tem uma ou outra gatinha, mas a maioria é tipo uma Vanessa Porto, uma Germaine de Randaime...


_________________
GSP, mesmo não sendo mais campeão, vai derrotar qualquer um que aparecer. Ele perderá quando enfrentar Matt Brown porque perdeu pra Hughes e Serra.

Carlos Condit rumo à cinta da WW! Lawler VS Condit II pra ontem!

Status atual: torcendo pra criarem a categoria cruzador (até 106kg ou 235lbs) no UFC porque é muita diferença de peso entre LHW e HW, pro UFC abrir mais categorias femininas e pro UFC voltar a ter concorrentes de peso tipo o WEC, o PRIDE e o Strikeforce. Ray Sefo e Scott Coker, tamo junto! Reebok, pro inferno!

Khabib Nurmagomedov será o primeiro campeão russo do UFC. Isso é, se o UFC for justo e ele deixar de ser de vidro.

TUF de FLYs, aí sim!

MMA é o esporte mais previsível onde imprevistos acontecem, porque não importa se a luta é entre Matt Hamill e Ryan Bader ou entre Rashad Evans e King Mo, ou então entre Fedor Emelianenko e Joe Kavey ou entre Jon Jones e Craig Allen: fechou o cage, qualquer um dos dois pode ganhar.
Ver perfil do usuário

Convidad


Convidado
Gosto muito mais de ver as mulheres lutarem que os homens, elas tem muito coração, não se entregam por nada, é impressionante, parece que poderiam lutar até a morte, a mulherada está sendo mais homem que a maioria dos lutadores de hoje

MMA feminino é sofrível! Chega a faltar coordenação motora.

Exceto pela nossa Cyborg, que é sempre um show particular!


_________________
VOLTA, WILLIAN!
Ver perfil do usuário
NAJAMTEAM escreveu:Cyborg, Gadelha e Índia... Têm vaga em qualquer evento de MMA.
Eu nunca havia ouvido falar do Pink Fight, eu gostaria de assistir um evento de MMA feminino, desde que as atletas tivessem, no mínimo, um nível razoável de técnica.

A Gadelha é aquela da Nova União, né ?

Meu Deus !

Se for quem eu tô pensando, aquela mina toma um suco do baum !

Eu ouvi uma entrevista dela, se você ouvir só o audio da entrevista, você diz que é o Renan Barão falando!!!


_________________
Clay "The Carpenter" Guida

Ver perfil do usuário
Smasher escreveu:MMA feminino é sofrível! Chega a faltar coordenação motora.

Exceto pela nossa Cyborg, que é sempre um show particular!

2


_________________
mitoso escreveu:Tu ta se matando pra provar uma coisa que todo mundo sabe. Um fato...
Ver perfil do usuário
FabianoFire escreveu:
NAJAMTEAM escreveu:Cyborg, Gadelha e Índia... Têm vaga em qualquer evento de MMA.
Eu nunca havia ouvido falar do Pink Fight, eu gostaria de assistir um evento de MMA feminino, desde que as atletas tivessem, no mínimo, um nível razoável de técnica.

A Gadelha é aquela da Nova União, né ?

Meu Deus !

Se for quem eu tô pensando, aquela mina toma um suco do baum !

Eu ouvi uma entrevista dela, se você ouvir só o audio da entrevista, você diz que é o Renan Barão falando!!!
Será?

Pelas fotos não parece não...


_________________
GSP, mesmo não sendo mais campeão, vai derrotar qualquer um que aparecer. Ele perderá quando enfrentar Matt Brown porque perdeu pra Hughes e Serra.

Carlos Condit rumo à cinta da WW! Lawler VS Condit II pra ontem!

Status atual: torcendo pra criarem a categoria cruzador (até 106kg ou 235lbs) no UFC porque é muita diferença de peso entre LHW e HW, pro UFC abrir mais categorias femininas e pro UFC voltar a ter concorrentes de peso tipo o WEC, o PRIDE e o Strikeforce. Ray Sefo e Scott Coker, tamo junto! Reebok, pro inferno!

Khabib Nurmagomedov será o primeiro campeão russo do UFC. Isso é, se o UFC for justo e ele deixar de ser de vidro.

TUF de FLYs, aí sim!

MMA é o esporte mais previsível onde imprevistos acontecem, porque não importa se a luta é entre Matt Hamill e Ryan Bader ou entre Rashad Evans e King Mo, ou então entre Fedor Emelianenko e Joe Kavey ou entre Jon Jones e Craig Allen: fechou o cage, qualquer um dos dois pode ganhar.
Ver perfil do usuário
FrankPuxaFrango escreveu:
FabianoFire escreveu:
NAJAMTEAM escreveu:Cyborg, Gadelha e Índia... Têm vaga em qualquer evento de MMA.
Eu nunca havia ouvido falar do Pink Fight, eu gostaria de assistir um evento de MMA feminino, desde que as atletas tivessem, no mínimo, um nível razoável de técnica.

A Gadelha é aquela da Nova União, né ?

Meu Deus !

Se for quem eu tô pensando, aquela mina toma um suco do baum !

Eu ouvi uma entrevista dela, se você ouvir só o audio da entrevista, você diz que é o Renan Barão falando!!!
Será?

Pelas fotos não parece não...

Se for a Claudinha Gadelha, sim !

Dá uma pesquisada além do Google que você vai ver.


_________________
Clay "The Carpenter" Guida

Ver perfil do usuário

A Claudia Gadelha tá só o sumo.

Não sou chegado em MMA feminino, mas sim nas lutadoras.
Vejam os níveis dos "clássicos" femininos e comparem com as lutas dos cards preliminares do UFC.

Qualquer luta de anão é mais técnica e emocionante.

A elas sõ resta compensar a falta de apuro técnico com "garra" mesmo.
Exceto a Cyborgona, claro. Essa pode matar tranquilamente mais da metade do plantel da categoria do Dominick Cruz. rindo demais


_________________
   
Ver perfil do usuário



_________________
VOLTA, WILLIAN!
Ver perfil do usuário
Smasher escreveu:

entao veio o sapato marrom é mais bonito,mas o preto é da hora tbm...nao sei qual escolher pra usar no seu enterro...eis a questao...


_________________
Ver perfil do usuário http://mma-warriors.fightingboard.com

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum