Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Brasil ! Uma Democracia ou uma Ditadura Travestida ?

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 5 de 10]

carabina escreveu:
Smasher escreveu:

O desafio é: você conhece algum País democrático em que a mídia seja controlada pelo Estado? Conhece alguma ditadura/tirania em que a mídia não seja controlada pelo Estado?

Vovô,

na época do Brasil Império governado por Pedro II, dizia-se viver um clima de grande liberdade política e de expressão, inclusive através dos meios. Só não sei se podemos chamar o Segundo Reinado de um período tirano, ditatorial. De qualquer forma, democrático é que não era.




Estou lendo o livro Irineu Marinho, e ele fala exatamente desse período, em algumas partes.

Havia jornais que metiam o pau no Imperador. Outros, falavam bem. A Gazeta Nacional e O Paiz, falavam mal. Outros, como o Jornal do Commercio, falavam bem.

E nem com todo o arbítrio de uma monarquia constitucional, alguém teve o topete de defender "regulamentação" alguma.


_________________
VOLTA, WILLIAN!
Ver perfil do usuário
Smasher escreveu:
carabina escreveu:
Smasher escreveu:

O desafio é: você conhece algum País democrático em que a mídia seja controlada pelo Estado? Conhece alguma ditadura/tirania em que a mídia não seja controlada pelo Estado?

Vovô,

na época do Brasil Império governado por Pedro II, dizia-se viver um clima de grande liberdade política e de expressão, inclusive através dos meios. Só não sei se podemos chamar o Segundo Reinado de um período tirano, ditatorial. De qualquer forma, democrático é que não era.




Estou lendo o livro Irineu Marinho, e ele fala exatamente desse período, em algumas partes.

Havia jornais que metiam o pau no Imperador. Outros, falavam bem. A Gazeta Nacional e O Paiz, falavam mal. Outros, como o Jornal do Commercio, falavam bem.

E nem com todo o arbítrio de uma monarquia constitucional, alguém teve o topete de defender "regulamentação" alguma.


Topete? Nem tanto, apenas uma opinião. Opinião esta muito inclinada a se moldar nos melhores conformes, de maneira democrática, plural, construtiva.

Entendeu?


_________________
mitoso escreveu:Tu ta se matando pra provar uma coisa que todo mundo sabe. Um fato...
Ver perfil do usuário
Smasher escreveu:
carabina escreveu:Controle do público seria ótimo, mas não sei se o nosso público é capaz de fazê-lo. Claro que falar em controle ou regulamentação da mídia é de arrepiar, mas a maneira como as organizações se comportam no Brasil também me causa muito estranhamento. Será que temos resguardados os nossos direitos de liberdade de expressão, direito à informação e atividade de imprensa voltada para o interesse público? Na minha opinião, não.


E quem é capaz de julgar o que o público é capaz de querer? Você, eu? O Lulla? A Dilma? O Willian, o Frank?

Qualquer regulamentação, será feita por humanos. Humanos tais, que estabelecerão o que as outras pessoas lerão/assistirão.

E se uma outra pessoa estabelece o que eu devo assistir, ler ou ouvir, isso é uma ditadura.

E das ditaduras mais terríveis.

Consegue captar o tamanho da besteira, com todo respeito, que é defender isso?

Se eu cismar posso te obrigar a ler só a Veja?

Bom, só vi essa postagem agora. E você me parece demasiado irritado, e digo que não é pra tanto. Estamos discutindo muito preliminarmente, longe de qualquer conclusão definitiva ou ideologicamente arraigada, pelo menos de minha parte. Acredite!

A imprensa é uma atividade de mercado, mais de mercado do que qualquer outra coisa. Tem particularidades, mas não pode escapar de toda e qualquer regulamentação por virtude de princípios que ela mesma não preserva.

Penso numa regulamentação da atividade, e não do conteúdo. Qualquer oligopólio de mercado passa pelo crivo das instituições cabíveis, mas a mídia, não!

Acho que você tem me interpretado mal, Smasher.

Abraços amistosos!

Ver perfil do usuário
carabina escreveu:
Smasher escreveu:
carabina escreveu:
Smasher escreveu:

O desafio é: você conhece algum País democrático em que a mídia seja controlada pelo Estado? Conhece alguma ditadura/tirania em que a mídia não seja controlada pelo Estado?

Vovô,

na época do Brasil Império governado por Pedro II, dizia-se viver um clima de grande liberdade política e de expressão, inclusive através dos meios. Só não sei se podemos chamar o Segundo Reinado de um período tirano, ditatorial. De qualquer forma, democrático é que não era.




Estou lendo o livro Irineu Marinho, e ele fala exatamente desse período, em algumas partes.

Havia jornais que metiam o pau no Imperador. Outros, falavam bem. A Gazeta Nacional e O Paiz, falavam mal. Outros, como o Jornal do Commercio, falavam bem.

E nem com todo o arbítrio de uma monarquia constitucional, alguém teve o topete de defender "regulamentação" alguma.


Topete? Nem tanto, apenas uma opinião. Opinião esta muito inclinada a se moldar nos melhores conformes, de maneira democrática, plural, construtiva.

Entendeu?

Ô meu querido, às vezes a internet não transparece o que queremos dizer. Quando eu disse topete, não quis dizer o seu topete (que deve ser bonito, viçoso) e nem o meu topete, que é uma crista velha.

Disse da galera daquela época, em que o termo topete significava ousio. Hoje, topete, quer dizer algo meio pejorativo.

Me perdoa?


_________________
VOLTA, WILLIAN!
Ver perfil do usuário
carabina escreveu:
Smasher escreveu:
carabina escreveu:Controle do público seria ótimo, mas não sei se o nosso público é capaz de fazê-lo. Claro que falar em controle ou regulamentação da mídia é de arrepiar, mas a maneira como as organizações se comportam no Brasil também me causa muito estranhamento. Será que temos resguardados os nossos direitos de liberdade de expressão, direito à informação e atividade de imprensa voltada para o interesse público? Na minha opinião, não.


E quem é capaz de julgar o que o público é capaz de querer? Você, eu? O Lulla? A Dilma? O Willian, o Frank?

Qualquer regulamentação, será feita por humanos. Humanos tais, que estabelecerão o que as outras pessoas lerão/assistirão.

E se uma outra pessoa estabelece o que eu devo assistir, ler ou ouvir, isso é uma ditadura.

E das ditaduras mais terríveis.

Consegue captar o tamanho da besteira, com todo respeito, que é defender isso?

Se eu cismar posso te obrigar a ler só a Veja?

Bom, só vi essa postagem agora. E você me parece demasiado irritado, e digo que não é pra tanto. Estamos discutindo muito preliminarmente, longe de qualquer conclusão definitiva ou ideologicamente arraigada, pelo menos de minha parte. Acredite!

A imprensa é uma atividade de mercado, mais de mercado do que qualquer outra coisa. Tem particularidades, mas não pode escapar de toda e qualquer regulamentação por virtude de princípios que ela mesma não preserva.

Penso numa regulamentação da atividade, e não do conteúdo. Qualquer oligopólio de mercado passa pelo crivo das instituições cabíveis, mas a mídia, não!


Acho que você tem me interpretado mal, Smasher.

Abraços amistosos!

Amigo, me perdoe se pareci irritado, mas não estou. O que estou tentando demonstrar - perdoe-me o tom professoral-, é que não há regulamentação para um setor de opinião. Só a do mercado.

Se for estipular um setor de opinião/cobertura de fatos, quais serão os fatos a serem noticiados? E pior: ao combater um oligopólio (não entrando no mérito, por enquanto), você dá lugar a um monopólio estatal!

O Estado, em figuras de vestes humanas, quem decidiria o que e quando ler.

Veja só que descalabro (deles, não seu)!

Abraços de um véio que te estima MUITTTTTTTTTTTTTTTTOOOOOOOO!


_________________
VOLTA, WILLIAN!
Ver perfil do usuário
Poxa, Smasher, eu te admiro um bocado, sabia?

Fica tranquilão, vovô!

Acho que te entendi mal também! Coisa de moleque burro! Desculpa eu!

Abraços!


Edit: Não devia ter chamado a mim mesmo de burro.




Última edição por carabina em Sex 28 Dez - 6:23:57, editado 2 vez(es)

Ver perfil do usuário


_________________
VOLTA, WILLIANMMA! ESTE FÓRUM NÃO É O MESMO SEM VOCÊ!

Ver perfil do usuário
NetoOliveira escreveu:
Lula e Dilma estão pra virarem a mesma coisa que Chavez é na Venezuela, Morales é na Bolívia e Castro é em Cuba.


_________________
GSP, mesmo não sendo mais campeão, vai derrotar qualquer um que aparecer. Ele perderá quando enfrentar Matt Brown porque perdeu pra Hughes e Serra.

Carlos Condit rumo à cinta da WW! Lawler VS Condit II pra ontem!

Status atual: torcendo pra criarem a categoria cruzador (até 106kg ou 235lbs) no UFC porque é muita diferença de peso entre LHW e HW, pro UFC abrir mais categorias femininas e pro UFC voltar a ter concorrentes de peso tipo o WEC, o PRIDE e o Strikeforce. Ray Sefo e Scott Coker, tamo junto! Reebok, pro inferno!

Khabib Nurmagomedov será o primeiro campeão russo do UFC. Isso é, se o UFC for justo e ele deixar de ser de vidro.

TUF de FLYs, aí sim!

MMA é o esporte mais previsível onde imprevistos acontecem, porque não importa se a luta é entre Matt Hamill e Ryan Bader ou entre Rashad Evans e King Mo, ou então entre Fedor Emelianenko e Joe Kavey ou entre Jon Jones e Craig Allen: fechou o cage, qualquer um dos dois pode ganhar.
Ver perfil do usuário
FrankPuxaFrango escreveu:
NetoOliveira escreveu:
Lula e Dilma estão pra virarem a mesma coisa que Chavez é na Venezuela, Morales é na Bolívia e Castro é em Cuba.


_________________
VOLTA, WILLIANMMA! ESTE FÓRUM NÃO É O MESMO SEM VOCÊ!

Ver perfil do usuário


Deus nos livre e guarde!

Por favor, peço que prestem atenção no vídeo a seguir! É muito pertinente ao tópico...



Ver perfil do usuário
Isso sim é cerceamento, gente! Enviar proposta de regulamentação para o Congresso, não! Por que a ANJ nunca se manifestou sobre isso durante os 8 anos de Aécio no governo de Minas, hein?


_________________
mitoso escreveu:Tu ta se matando pra provar uma coisa que todo mundo sabe. Um fato...
Ver perfil do usuário
Olha, eu acho que o Aécio não ganha nem as prévias partidárias. Mas, enfim, se vamos falar francamente de política, inclusive através dos avatares, sejamos bem cautelosos, respeitosos e observadores, não?

Ver perfil do usuário
carabina escreveu:Olha, eu acho que o Aécio não ganha nem as prévias partidárias. Mas, enfim, se vamos falar francamente de política, inclusive através dos avatares, sejamos bem cautelosos, respeitosos e observadores, não?


Vc está certo, acho melhor evitar o avatar pra expôr minhas preferências partidárias.

E só um detalhe: NÃO TENHO PREFERÊNCIA PELO PARTIDO PSDB, E SIM POR ESTE CANDIDATO QUE TERÁ MEU VOTO EM 2014, CERTAMENTE. E NEM TENHO NOJO DO PT, TENHO NOJO DAS PESSOAS QUE ESTÃO ALI E DE ALGUNS CABOS ELEITORAIS QUE INSISTEM EM NÃO ENXERGAR A VERDADE E BEIRAM O RIDÍCULO.


_________________
VOLTA, WILLIANMMA! ESTE FÓRUM NÃO É O MESMO SEM VOCÊ!

Ver perfil do usuário
O otimismo da vontade

Por Venício A. de Lima em 18/12/2012 na edição 725

Reproduzido da revista Teoria e Debate nº 107, dezembro/2012; título original “Regulação da mídia: ‘otimismo da vontade’”; intertítulos do OI


Amigo fraterno, por quem tenho especial respeito no campo intelectual e político, me advertiu sobre o pessimismo desesperançado, quase frankfurtiano, de texto meu sob o título “Regulação da mídia: o ruim sempre pode piorar“ (Observatório da Imprensa, 27/11/2012).

Admito que ele tem razão.

A crítica não dialética é incapaz de identificar as muitas contradições da realidade concreta e, portanto, de formular propostas de superação. Pior ainda, pode levar à impotência e ao imobilismo e nos eximir da responsabilidade de encontrar alternativas. Na verdade, é oposta à afirmação de Gramsci que recomenda o otimismo da vontade diante do pessimismo da razão.

Não há como negar os fatos que analisei e ainda outros, mais recentes, como o recuo do relator da CPI do Cachoeira em relação ao pedido de investigação do diretor da revista Veja em Brasília. Eles comprovam uma impressionante incapacidade histórica do nosso país de enfrentar as corporações midiáticas e avançar na construção de políticas públicas democratizantes no campo das comunicações.

Por outro lado, é verdade também que nunca as circunstâncias mundiais foram tão eloquentes para revelar, comparativamente, o atraso brasileiro. Mais ainda: nunca o esforço da sociedade civil organizada foi tão grande no sentido de pautar o debate público sobre a liberdade de expressão.

Atenção dos partidos

De fato. Apesar da predominância de notícias parciais e distorcidas que circulam aqui, o Relatório Leveson, depois de dezesseis meses de investigação conduzida por um juiz federal que ouviu desde o primeiro-ministro até barões da grande mídia ingleses, recomenda a criação de uma agência reguladora independente, tanto da indústria de comunicação quanto do governo, e amparada por lei. O fato de isso ocorrer na Inglaterra, berço moderno da liberdade de expressão e da liberdade de imprimir, onde já existe uma agência reguladora para as comunicações – a Ofcom –, torna ainda menos defensável e mais surreal o argumento de que qualquer regulação da mídia significa controle e censura.

Da mesma forma, os acontecimentos em torno da Ley de Medios na Argentina, aprovada no Congresso Nacional e repetidamente contestada na Justiça pelo principal oligopólio privado de mídia – o Grupo Clarín –, mostram a enormidade da resistência daqueles que se agarram a seus privilégios e ignoram o declarado compromisso liberal com a liberdade de expressão.

No Brasil, desde a 1ª Conferência Nacional de Comunicação, em dezembro de 2009, não acontecia um esforço coletivo tão importante de organização e mobilização coletivo. Refiro-me à campanha “Para expressar a liberdade – Uma nova lei para um novo tempo“, que o Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) lançou em abril de 2012.

Eventos de lançamento regional da campanha têm sido realizados em vários estados e o relator especial pela liberdade de expressão da Organização das Nações Unidas (ONU), Frank La Rue, vem ao Brasil para participar de atividades em São Paulo e em Brasília.

A campanha “Para expressar a liberdade – Uma nova lei para um novo tempo”, apesar de seu boicote sistemático pela grande mídia, tem recebido considerável atenção nas redes públicas de rádio e televisão, nas emissoras comunitárias e sindicais, nos blogs, sites, portais e nas redes sociais, capazes hoje de construir um embrionário espaço público alternativo por onde circula esse tipo de informação.

Parece haver também um alentador despertar de setores da academia para a questão da liberdade de expressão na América Latina. Embora não tenha se confirmado o papel de liderança que se esperava viesse a ser exercido pela Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila), em Foz do Iguaçu, há um intercâmbio crescente entre pesquisadores e estudantes da região. Alunos de pós-graduação desenvolvem projetos de pesquisa comparada e novas linhas de pesquisa devem ser criadas em programas de ciência política e comunicação.

Paralelo a isso, há um interesse crescente no tema por parte de instituições como o Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales (Clacso) e de agências de financiamento de pesquisas, além de entidades históricas como a Asociación Latinoamericana de Investigadores de la Comunicación (Alaic).

Há de se registrar também a atenção que alguns partidos políticos finalmente parecem estar dedicando ao tema.

Pessimismo estéril

Por fim, depois de mais de duas décadas, há hoje um Conselho Estadual de Comunicação Social em funcionamento na Bahia e processos de instalação de mais dois, no Rio Grande do Sul e em Brasília. É ainda muito pouco, mas há avanço na área.

Todas essas iniciativas revelam uma realidade nova em que a sociedade civil – o eterno não ator – está viva e se movimentando mais do que nunca, sabedora de que o caminho pela frente é longo e difícil.

De qualquer modo, é importante que não nos deixemos contaminar pelo pessimismo estéril. Fiquemos com o otimismo realista do grande pensador da Sardenha.

***

[Venício A. de Lima é jornalista e sociólogo, pesquisador visitante no Departamento de Ciência Política da UFMG (2012-2013), professor de Ciência Política e Comunicação da UnB (aposentado) e autor de Política de Comunicações: um Balanço dos Governos Lula (2003-2010), Editora Publisher Brasil, 2012, entre outros livros]

Observatório da Imprensa

Ver perfil do usuário
http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/_ed722_o_ruim_sempre_pode_piorar

Link para o texto mencionado no artigo acima


_________________
mitoso escreveu:Tu ta se matando pra provar uma coisa que todo mundo sabe. Um fato...
Ver perfil do usuário


_________________
VOLTA, WILLIANMMA! ESTE FÓRUM NÃO É O MESMO SEM VOCÊ!

Ver perfil do usuário
NetoOliveira escreveu:


O salário mínimo nesta época era em torno de R$150, o que daria uns US$ 50,00. Hoje ele é R$620, o que dá mais de US$ 300,00! Em 2000, FHC deu menos de R$20,00 de aumento, enquanto a Dilma deu quase R$ 60,00!

Francamente... qualquer um observa isso aí!

Botem o PSDB no executivo federal e eles vão CAGAR na cabeça dos trabalhadores brasileiros.

E não foram 6,9% de aumento, foram 9%! Por favor!

Esse Merval Pereira é a escória! Desinformação total!

Ver perfil do usuário
carabina escreveu:
NetoOliveira escreveu:


O salário mínimo nesta época era em torno de R$150, o que daria uns US$ 50,00. Hoje ele é R$620, o que dá mais de US$ 300,00! Em 2000, FHC deu menos de R$20,00 de aumento, enquanto a Dilma deu quase R$ 60,00!

Francamente... qualquer um observa isso aí!

Botem o PSDB no executivo federal e eles vão CAGAR na cabeça dos trabalhadores brasileiros.

E não foram 6,9% de aumento, foram 9%! Por favor!

Esse Merval Pereira é a escória! Desinformação total!


Sim, 8 anos trazendo de volta a credibilidade brasileira, estabilizando inflação, estabilizando nossa moeda, criando os programas sociais que aquele barbudo se gaba de ter criado e ainda consegue achar brecha pra dar esse aumento de salário, e agora com o País estável (graças ao trabalho iniciado por FHC), essa quadrilha diz que está fazendo muito?

Por favor digo eu, Carabina.


_________________
VOLTA, WILLIANMMA! ESTE FÓRUM NÃO É O MESMO SEM VOCÊ!

Ver perfil do usuário
17/09/2012 - 15h35
Proposta reajusta salário do Procurador-Geral da República em 7,12%
A Câmara analisa o Projeto de Lei 4358/12, de autoria da Procuradoria-Geral da República (PGR), que aumenta em 7,12% a remuneração (subsídio) a ser paga ao Procurador-Geral da República. Pelo texto, o reajuste valerá a partir de 1º de janeiro de 2013.

Atualmente, o salário do procurador-geral é de R$ 26.723,13. Ele recebe o mesmo que um ministro do Supremo, por isso, o salário também vai passar para cerca de R$ 34,4 mil.

O impacto orçamentário estimado para o reajuste é de cerca de R$ 327,6 milhões. Já o objetivo da proposta, segundo a PGR, é a recuperação da perda inflacionária registrada ao longo dos últimos três anos (2009-2011).

Pelo texto, o atual projeto não deverá prejudicar a tramitação dos PLs 7753/10 e 2198/11, que também tratam de reajuste salarial para o órgão.



P.S: HOJE FOI HOMOLOGADO NO DOU O SUBSÍDIO MENSAL DOS PROCURADORES E DOS MINISTROS DO SUPREMO. AUMENTO DE 7% AO ANO ATÉ 2015.

Parabéns, PresidentA! (como quer ser chamada, contrariando o Português.) Muito coerente suas atitudes!!!


_________________
VOLTA, WILLIANMMA! ESTE FÓRUM NÃO É O MESMO SEM VOCÊ!

Ver perfil do usuário
Carabina, você é petista, mas...

Sabe por que o Lullão pode aumentar o salário que o FHC não pode?

E PS: salário de 64,5 reais correspondia a 64,5 dólares. VocÊ não pode fazer a conversão cambiária nas taxas de hoje, sem descontar o poder real de compra. Ou pode?


_________________
VOLTA, WILLIAN!
Ver perfil do usuário
Neto,

Salário mínimo reajustado : 678

" " antigo: 622


678 - 622 = 56


622 ----- 100%

56 ------ X%


622x = 5600

X = 9%

~

Smasher,

naquela época o dólar estava muito mais valorizado frente ao Real e a taxa de inflação era praticamente a mesma. Então não tem que descontar nada. O poder de compra do brasileiro, hoje, é muito maior.

Já ouviu falar na tal "ascenção da classe C"? Pois é!

Abraços e feliz ano novo pra vocês, seus chatos! lol!

Ver perfil do usuário
carabina escreveu:Neto,

Salário mínimo reajustado : 678

" " antigo: 622


678 - 622 = 56


622 ----- 100%

56 ------ X%


622x = 5600

X = 9%

~

Smasher,

naquela época o dólar estava muito mais valorizado frente ao Real e a taxa de inflação era praticamente a mesma. Então não tem que descontar nada. O poder de compra do brasileiro, hoje, é muito maior.

Já ouviu falar na tal "ascenção da classe C"? Pois é!

Abraços e feliz ano novo pra vocês, seus chatos! lol!

Lucas, o dólar mais valorizado? A cotação do dólar em 1994 é de 0.85 centavos de real para cada dólar.

Mas graças a Deus que temos uma moeda forte, né? Após DÉCADAS de tentativa, temos uma moeda forte e economia estabilizada.

Mas falando em "ascensão da classe C", ela é muito interessante.

Malandro como só o PT consegue ser, ele fez uma mágica.

Vou colar um trecho:

"Mas acho que os trabalhos divulgados na imprensa deveriam evidenciar um pouco melhor as definições utilizadas em cada trabalho. Será que uma faixa de renda per capita de R$ 291 até R$ 1.019 mensais é realmente uma boa definição de classe média?

Eu não sei. Mas acho que ela poderia ser definida com mais clareza, e principalmente debatida entre os institutos de pesquisa de uma forma mais aberta. Não que eu discorde ou ache ruim, mas simplesmente por uma questão de transparência.

O Rodrigo Constantino fez um exercício matemático interessante no seu post sobre o assunto (AQUI). Ele lembra que com uma renda de R$ 291 mensais esta pessoa tem uma renda que é 43% da renda média nacional (R$ 668,00). Ou seja, para entrar na classe média não precisa de muito. Ganhar meio-salário mínimo já resolve.

Em um país de muitas desigualdades, é claro que ganhar um salário-mínimo é uma conquista importante. Mas o que me incomoda é a definição do conceito, principalmente pelo fato do Brasil ser um país pobre."


Apud: http://www.cristianomcosta.com/2012/09/qual-definicao-de-classe-media.html

Não tenho nada a dizer.

Risos.


Abraços.

PS: dizer que o Constantino é engomadinho, não é argumento. O que é argumento é dizer se alguém que ganha MEIO SALÁRIO pode ser classe média e por quê.

Ver perfil do usuário
Carabina, me explica apenas UMA COISA:

Pq pra reajustar salário dos trabalhadores a votação fica meses no Congresso e pra reajustar o subsídio dos Ministros, ela o faz no apagar das luzes e no ÚLTIMO DIA DO ANO, sem possibilidade de veto?

Do que adianta reajustar o salário mínimo se a gasolina já subiu e vai subir ainda mais este ano? Cadê a tal AUTOSSUFICIÊNCIA EM PETRÓLEO? Sabia que vendemos petróleo para Argentina e pagamos gasolina mais cara que eles? Te falo isso com propriedade amigo, pois moro na FRONTEIRA ENTRE OS 2 PAÍSES. A quantidade de pessoas que saem de Foz para abastecer em Puerto Iguazu é grande, pq a diferença é de R$ 1,10 NO LITRO.

Me desculpe vc ser petista, mas uma coisa é inegável: DILMA É INCOMPETENTE! Não consegue manter a economia estável, não fez nada de novo, vive da tal "popularidade" construída muito mais através de um fake da internet do que dela própria. A nova geração alienada pelo ambiente virtual vislumbra em um fake a figura de uma President"A" carismática, alegre, cheia de amor próprio e isso faz com que ela seja A PRESIDENTA!

Ela tem UM PONTO POSITIVO que faço questão de exaltar: ELA TEM PULSO FIRME PRA DEMITIR QUEM PISA NA BOLA, coisa que aquele barbudo ditador não tinha.

Brasil avançou em programas sociais? SIM! Mas não se esqueça que os PRINCIPAIS foram feitos pelo Sr. Fernando Henrique Cardoso e oq o Lula fez foi DAR MÍDIA à esses programas e assumir o filho. E detalhe: FHC fez isso qdo o Brasil estava falido, sem crédito, sem credibilidade e a população sofrendo.

Me dá urticária qdo vejo as pessoas criticarem as privatizações que ele fez, sendo que hoje temos TELEFONIA CELULAR BARATA, TELEFONIA FIXA MAIS BARATA AINDA, VALE DO RIO DOCE SENDO UMA DAS PRINCIPAIS EMPRESAS DO MUNDO (dava prejuízos ao País, Itabira que o diga.) e etc...

Sr. Lula e o PT criticaram tanto que agora a Sra. Dilma quer privatizar nossos Aeroportos. Quanta incoerência, não? Smile

E Feliz Ano novo pra vc tb, seu mala Razz Razz Razz Razz Razz


_________________
VOLTA, WILLIANMMA! ESTE FÓRUM NÃO É O MESMO SEM VOCÊ!

Ver perfil do usuário
"Ela tem UM PONTO POSITIVO que faço questão de exaltar: ELA TEM PULSO FIRME PRA DEMITIR QUEM PISA NA BOLA, coisa que aquele barbudo ditador não tinha."

Quando convém, tá? Quando são os aliados dela do tipo Luppi, Erenice Guerra e Orlando Silva, ela demorou bastaaaaaaaaaaante a demitir.

E mesmo assim, os caras já estão novamente integrados ao (des)governo dela.

A recessão econômica já aconteceu em 2012. Prepare-se para a "pica" em 2013.


_________________
VOLTA, WILLIAN!
Ver perfil do usuário
Smasher escreveu:"Ela tem UM PONTO POSITIVO que faço questão de exaltar: ELA TEM PULSO FIRME PRA DEMITIR QUEM PISA NA BOLA, coisa que aquele barbudo ditador não tinha."

Quando convém, tá? Quando são os aliados dela do tipo Luppi, Erenice Guerra e Orlando Silva, ela demorou bastaaaaaaaaaaante a demitir.

E mesmo assim, os caras já estão novamente integrados ao (des)governo dela.

A recessão econômica já aconteceu em 2012. Prepare-se para a "pica" em 2013.

Verdade, Smasher.

Então corrigindo: DEMITE QUEM FOI NOMEADO PELO BARBUDO DITADOR E ELA HERDOU NO GOVERNO, PQ SE ELA NOMEAR, SEM CHANCES DE DEMISSÃO.

Haja vista que a Erenice foi demitida pelo Barbudo e só foi demitida pq estava em época de campanha eleitoral e o Serra batia pesado no escândalo, pq senão, ia ser como o Palocci, que voltou no governo dela.

Resumindo: SÓ TEM SAFADO NESSA QUADRILHA!!!


_________________
VOLTA, WILLIANMMA! ESTE FÓRUM NÃO É O MESMO SEM VOCÊ!

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 5 de 10]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum